fbpx

Qrcode

Qrcode

QR Code: o que é e como usa na minha empresa?

Conheça o padrão usado para mostrar conteúdo em celulares a partir de uma imagem codificada.
O processo de identificação de produtos sofreu uma revolução com a invenção do conhecido código de barras. Este reinou praticamente absoluto por muito tempo até que outros métodos foram surgindo. O QR (Quick Response) Code é um deles. Sua criação ocorreu em 1994 por uma subsidiária da Toyota no Japão.

O que é o QR Code?

O QR Code consiste de um gráfico 2D de uma caixa preto e branca que contém informações pré-estabelecidas como textos, páginas da internet, SMS ou números de telefone.

Este conteúdo pode ser lido por meio de aparelhos específicos para este tipo de código ou de aplicativos instalados em celulares. Neste caso, a câmera do aparelho é usada para fazer a leitura do código.Para que serve o QR Code?

Atualmente, o QR code é mais usado pela mídia impressa (revistas, panfletos, outdoors e outros). Revistas publicam códigos QR para que leitores acessem em seus celulares e computadores algum conteúdo extra relacionado às matérias.

Mas há outros setores que também usam o QR Code. Em alguns países ele é usado na televisão. Por meio do código, o telespectador pode comprar ou receber informações extras sobre um produto exibido num programa de TV.

Outras funções já usadas em códigos QR são compra de pizzas a partir de panfletos de pizzarias, acesso a vídeos de lançamento imobiliário vistos em outdoors e acesso a informações extras a partir de um cartão de visitas.

Recentemente, o Whats App, popular aplicativo de mensagens, adotou o QR Code como método para sincronizar o app com o computador , permitindo assim que os usuários acessem suas conversas no PC por meio do navegador.

Uma das vantagens do QR Code é que ele dispensa a necessidade de se digitar endereços da web, tarefa não muito fácil em muitos celulares. Então, literalmente, é só iniciar o aplicativo de leitura, apontar o celular para um QR Code para que o conteúdo adicional seja exibido no navegador de internet.

Como esse código surgiu?

O QR Code foi criado no país mais tecnológico de todo o mundo, o Japão. Os responsáveis pela descoberta foram os profissionais da empresa Denso-Wave no ano de 1994. Na época os códigos eram usados para a identificação na indústria automobilística. A Denso é uma das filiais do Japão da Denso Toyota, a responsável pelo desenvolvimento dos QR Codes e de todo o esquema de marcações, componentes, subconjuntos e elementos que visam acelerar os processos.

Foi apenas em 2003 que os QRs começaram a ser adicionados em aparelhos de telefones móveis, graças às câmeras fotográficas cada vez mais precisas e integradas com a tecnologia mundial. Em seu país de origem, os QR Codes são usados em todas as propagandas, assim como nas autorizações de residência no país. O sucesso deles é tanto que o mundo já vem conhecendo as vantagens do QR Code e fazendo com que eles se popularizem ainda mais. Isso fez com que esses códigos acabassem recebendo normas internacionais.

Seu sucesso se dá por conta de sua segurança e também da possibilidade de serem lidos mesmo quando a superfície onde estão forem escurecidas ou sofram qualquer tipo de dano. Ele já foi feito em calçada portuguesa e também no calçadão de Copacabana. No Brasil, eles chegaram apenas em 2007, quando a Fast Shop o usou pela primeira vez em um informe publicitário. Menos de um ano depois ele já era implementado em propagandas de cerveja, em anúncios de operadoras de celulares e também em publicações jornalísticas impressas.

Aqui no país o código já virou, inclusive, etiqueta de peças conhecidas como ‘etiquetas-faladas’, isso porque conseguia falar sobre todo o processo de criação e concepção da coleção de um projeto de Moda Praia, de um projeto de Moda inclusiva.

Como ele funciona?

Agora que você entendeu como usar o QR Code, vamos entender como ele funciona? Como já dissemos antes, o QR Code só pode ser lido por meio de uma câmera fotográfica e por um programa de computador que consegue ler os códigos bidimensionais. Com isso, o aplicativo consegue ler a mensagem que foi inserida na imagem. Todo código QR tem uma espécie de margem, que delimita onde ele começa e onde deve acabar. Nos quatro cantos dessa delimitação existe uma espécie de caixinhas menores, que ficam sempre em destaque. São elas as responsáveis pelo formato do código e também por mostrar a sua função. Por isso, sabemos que é ali que se consegue registrar se o QR será em letras ou números. São nessas extremidades também que saberemos o caminho que ele seguirá para ser decodificado, independente de um site, uma rede social, entre outros.

As outras partes da imagem possuem a informação dele, que são colocados em pequenos módulos, os bytes. Ao todo são 8 bytes em apenas um QR. Além disso, no canto dos códigos existem algumas regiões que determinam qual a sua versão, como 21×21 módulos ou até mesmo 177×177. Atualmente existem nada menos do que 40 tipos diferentes de QR Codes existentes. Há ainda as timing patterns, que servem como uma espécie de orientadores de posicionamentos tanto para a coluna quanto para as linhas de cada código. Já a referência de alinhamento é visto em um quadrado menor, que pode ser visto como o guia de leitura dos códigos.

Como usar o QR Code para minha empresa?

O QR Code pode ser utilizado para melhorar a identidade e o modo como sua empresa ‘se mostra’ para o grande público. Ele pode ser usado para guiar o consumidor para um site ou até mesmo endereço e que o ajudará a te encontrar e conhecer mais sobre o seu trabalho. Podemos encontrar os QR Codes em pilares de estacionamento, em cardápios, livrarias e até mesmo em baús de caminhão. Eles também são vistos em etiquetas de roupas, em embalagens de produtos e alimentos e em calçadões, como o da praia mais famosa do Brasil.

Eles podem ser usados em utilidades como weblinks, em SMS. e-mail ou até mesmo para que o consumidor possa marcar um evento em sua agenda ou calendário. Ele também pode ser usado para garantir a entrada de eventos e manter o controle das pessoas que estão na festa, para ser usado como currículo, compartilhar Wifi e até mesmo para realizar as autenticações bancárias. Além disso, é importante lembrar que ele gera uma economia enorme para a publicidade, já que ocupa menos espaço em publicações e pode ser inserido em diversos locais e não apenas nas páginas de uma revista ou jornal.